"..não me posso resumir porque não se pode somar uma cadeira e duas maçãs. eu sou uma cadeira e duas maçãs.." Clarice L.

06/02/2010

Vermelho morto



É triste que o cheiro das rosas
Seja agora tão fétido e frio
É triste que o som familiar
Seja memória como vento fraco


É triste que o vermelho
Não seja mais tão vivo
Sendo tão morto
Sendo tão triste...


...Tão triste ver
Toda tua vida resumida
Em mármore e flores,
Em silêncio e lágrimas


Mas o coração ainda guarda
Aquela tua presença,
Aquele teu amor, tua luta
Aquele teu jeito único de dizer,
Coisas que ninguém ousaria


Só não guardo o conforto
Conforto não vem nunca, não virá
Restam as rosas vermelhas e o cheiro de final de vela,
E tardes de sono, e palavras não ditas...
E amor eterno...

2 comentários:

  1. Que triste seu poema ;(
    Mas tens razão,as rosas nem sempre são tão belas e cheirosas,elas carregam espinhos...

    ResponderExcluir
  2. brigado ^^
    meus poemas são tristes mesmo.

    ResponderExcluir